sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Abrir a Janela


Fugazes são os raios do sol.
Fugazes como a tua presença.
Simples, modesta, grandiosa.
Como o teu sorriso.
Iluminada de todas as cores.
Cores essas que me enchem a alma e aquecem o coração.
Como um aconchego numa noite fria
Em que os teus lábios tocam os meus
E as tuas mãos atropelam o meu pensamento
Na sofreguidão dos corpos unos
Que somos, um só.
Ontem compreendi
O maior segredo de todos.
Não é De Mim
É de Nós.
Basta abrir a janela e deixar os raios de sol entrar.
Raios esses que, ainda fugazes, chegam para me irradiar o espírito.
E Amar-te cada vez mais.

3 comentários:

Black CatDog disse...

Espero que as mãos não tenham atropelado o pensamento nalguma passadeira... :-)
Estás bem , parceira. Muito produtiva. E bem.

paula disse...

Grande amor...grande paixão.
Está bonito sim senhora!

Cat in Black disse...

black catdog: não , eu saltei a tempo e depois voltei, olhando para os dois lados da estrada, antes ;)

paula: obrigada, querida paula*