terça-feira, 25 de dezembro de 2007

Até Ti

Sigo as luzes com o olhar. Elas levam-me a ti.
Levam-me aos momentos em que nos olhámos e nos perdemos.
Na luz de um amor resplandecente e duradouro.
Aos poucos, percebemos que o significado de duradouro não deveria ser eterno, pois eterno nem a luz do Sol...
Eterno será até ao dia que quisermos, até ao dia em que nos quisermos.
Sigo as luzes, que elas levam-me até ti.
Os sorrisos, o frio, onde há sempre alguém para nos dar um conforto.
Espero por ti ao fundo, tento encontrar-te, no outro lado do mundo.
Quando penso que o meu olhar jamais te avistará, aí estás tu. Com o mesmo sorriso, com o mesmo olhar, com o mesmo amor.
E é nesse amor que me quero perder.
Porque esta quadra é feita de amor, não de luzes brilhantes, que ofuscam e nos toldam para aquilo que poderíamos pensar que seria um caminho para te encontrar.

1 comentário:

Black CatDog disse...

Assim está melhor, linda parceira.
E que bem, um post com inspiração natalícia e tudo... :-)